PLPinto.M. Homem

Neste Artigo vai Conhecer como Funcionam 4 Cirurgias para Aumentar o Pénis

Este é um dos artigos de um conjunto de 9, que abordam diferentes formas de aumentar o pênis. Este artigo específico é dedicado inteiramente ao aumento do pênis com o recurso à cirurgia, mas se quer conhecer todos os métodos para aumentar o pênis que pode utilizar pode aceder à página: Como Aumentar o Pênis.

As cirurgias em geral, e as cirurgias penianas em particular, têm-se tornado muito mais seguras com o passar dos anos, mas mesmo assim é um método que não aconselhamos para a grande maioria dos homens, a menos que tenham um micro pênis ou alguma deformação que precise de ser corrigida cirurgicamente. Mas, se for esta a tua escolha, a seguir tens muita informação que te pode ajudar.



go

Embora seja o método mais rápido de aumentar o pênis, na verdade o único método para aumentar o pênis que é realmente rápido, o perigo de ir à faca numa zona tão sensível como o nosso pênis não se justifica a menos que o tamanho seja realmente muito pequeno. Existem diversos métodos naturais que são efetivos e isentos de efeitos secundários para corrermos o risco de uma cirurgia.

Mas, se for essa a sua intenção, aqui ficam informações relevantes para poder tomar uma decisão fundamentada. Uma das cirurgias mais utilizadas e simples é:

O enchimento do pênis com gordura

Também conhecido como bioplastia peniana é um processo relativamente simples, em que o pênis é injetado com gordura retirada de outras partes do corpo de modo a que aumente de tamanho. No entanto a sua eficácia é basicamente no alargamento do pênis, pois ao enche-lo com gordura debaixo da pele faz pouco faz para aumentar o seu comprimento.

Para além disso a gordura tem tendência a ser lentamente absorvida pelo organismo o que faz com que o pênis com o tempo volte à grossura inicial, sendo necessária novo enchimento para aumentar o seu tamanho.

O enchimento do pênis com gorduraNa verdade, o enxerto do pênis é já uma técnica em desuso. Isto porque ao longo dos últimos anos o enxerto utilizando normalmente gordura do próprio corpo do homem ou de certos animais, como a submucosa do porco ou pericárdio bovino oferece poucas garantias de segurança, devido ser feito com tecidos onde não circula o sangue e, portanto, é potencialmente perigoso e dado a diversos problemas como a deformação do pênis, em a sua grossura não é uniforme, ficando o pênis com um efeito de ondas – sítios onde é mais grosso que outros.

Esta deformidade não é apenas esteticamente feia como pode originar problemas mais graves como a pouca resistência em certas áreas, onde pode haver rupturas e uma falta de sensibilidade por parte do homem. O que quer dizer que o homem fica com um pênis mais grosso mas perde parte significativa do seu prazer devido à fraca sensibilidade que apresenta em certas zonas.

Como as zonas dos enxertos não são irrigadas pelo sangue este torna-se um tecido morto, que tem tendência para encolher e perder a sua efetividade, para não falar na forte possibilidade de infeções e na fraca cicatrização.

Injeções de ácido hialurónico

É uma das cirurgias mais populares porque é rápida e pouco evasiva. Consiste em injetar ácido hialurónico em gel no pénis e o tratamento completo tem uma duração inferior a uma hora, e após a aplicação o homem pode ir para casa, embora precise de massagear frequentemente o pênis para permitir uma distribuição homogênea do gel.

No entanto este processo embora possa aumentar a grossura do pênis razoavelmente tem um efeito quase nulo no aumento do seu comprimento (entre 1 a 2 centímetros).

Não é um processo aconselhado porque devido ao ácido hialurônico pode haver uma resposta imunológica inflamatória grave, podendo levar a uma infeção generalizada que vai precisar de uma cirurgia rápida para retirar tudo o que foi implantado. Nos casos mais graves pode mesmo levar à necrose e à sua amputação.

E mesmo que tudo corra bem, existe o problema de o ácido hialurónico ser uma substância biodegradável, o que significa que os efeitos do enchimento vão desaparecendo lentamente, não são permanentes, e após cerca de 2 anos é preciso repetir todo o processo.

Tendo em conta o elevado preço de uma cirurgia destas em relação aos resultados apresentados, e ao fato de não ser um procedimento de aumento do pênis permanente, a nossa opinião é de desaconselhar a sua aplicação.

A cirurgia de alongamento do pênis

Esta cirurgia é a última opção que você deve tomar devido aos riscos associados e aos baixos resultados conseguidos.

cirurgia de alongamento do pênisBasicamente esta operação consiste em duas coisas, o enchimento do pênis (por norma também com gordura do próprio corpo) para aumentar a sua grossura e ao corte dos ligamentos do pênis à pélvis, soltando-o assim da base e puxando-o para a frente.

Na pratica o pênis fica com o mesmo tamanho, apenas puxado mais para a frente e mais grosso. O problema é que depois de solto da base as ereções têm tendência para “puxar” o pênis para um dos lados, ou deforma-lo. E, para além disso ele não se consegue manter sozinho em pé, sendo preciso direciona-lo com a mão até à vagina.

E, tal como na cirurgia do pênis anterior, a gordura tem tendência a ser absorvida pelo organismo, embora com esta técnica mais lentamente que no processo anterior.

Tendo em conta que ele pode ficar com cicatrizes, torto, solto, e que o ganho é de cerca de 3 centímetros na nossa opinião não é um método para aumentar o pênis que vala a pena ter em consideração, existindo outros mais eficientes e isentos dos perigos que esta cirurgia pode proporcionar.

A cirurgia Egydio

Existe agora uma nova técnica cirúrgica a que se deu o nome de Egydio devido a ser inventada pelo dr. Paulo Egydio, diretor do Egydio Medical Center, que segundo ele próprio e alguns urologistas oferece melhores garantias de sucesso e menores riscos do que as mencionadas anteriormente, mas que mesmo assim não merece a nossa aprovação a não ser em casos de extrema necessidade.

Neste tipo de cirurgia o pênis é tratado de acordo com o objetivo que se pretende, criando múltiplos cortes de reduzida dimensão horizontalmente, se o objetivo for aumentar o comprimento, e verticais, se o objetivo for aumentar a circunferência.

Como estas incisões são feitas no próprio pênis, ou seja, em tecido irrigado pelo sangue a possibilidade de infeção é muito mais reduzida pois a cicatrização dá-se normalmente.

cirurgia EgydioNo entanto este processo assemelha-se ao processo de cicatrização que os exercícios para aumentar o pênis proporcionam. Nos exercícios de alongamento do pênis são causadas microfissuras, ou seja, micro cortes a nível celular, que depois o organismo preenche com novas células.

Neste tipo de cirurgia o procedimento é idêntico mas feito de uma maneira mais agressiva, em que os cortes são maiores e, portanto, produzem resultados muito mais rapidamente.

No entanto, embora esta técnica possa realmente oferecer melhor segurança que as cirurgias mais antigas não a aconselhamos para aumento peniano, pois os resultados são muito reduzidos para os potenciais ganhos (como em todas as cirurgias penianas).

Os únicos casos onde esta técnica pode dar bons resultados é na correção de deformações do pênis, como a doença de Peyronie, a Curvatura Congênita do pênis, em que o pênis devido a ter uma parte fibrosa fica torto para um dos lados dificultando ou mesmo impossibilitando a penetração.

Na correção desta doença ou de outra deformação do pênis a técnica cirúrgica Egydio parece resultar bem e, ao corrigir o pênis ele fica naturalmente maior e com uma aparência harmoniosa, pois a fibrose peniana provoca a redução do tamanho do pênis e o que está cirurgia faz é restabelecer o tamanho que pênis devia ter se não tivesse nenhuma deformação.

Conclusão

Para os homens que querem aumentar o pênis, mas não sofrem de nenhuma doença ou são portadores de micro pênis, pênis inferiores a 10 centímetros, continuamos a desaconselhar qualquer tipo de cirurgia ou intervenção medica e a recomendar os meios naturais de aumento peniano. Podem ser mais demorados, mas são mais seguros e isentos de potenciais problemas.

Observação

Este artigo faz parte de um conjunto de 9 artigos sobre o aumento do tamanho do pênis que pretendem abordar todos os aspetos deste problema, que pode parecer insignificante para algumas pessoas, mas que afeta física e psicologicamente milhares de homens, não lhes permitindo ter uma vida sexual satisfatória, com todos os efeitos psicológicos e sociais que tem em todos os outros aspetos da sua vida, desde a vida familiar, à social e à profissional.

Este problema, que aflige milhares de homens em silencio, é muito mais sério do que pode parecer à primeira vista. Se tu es um dos homens que estas a ser afetado negativamente por este problema e queres aumentar o teu pênis sem correres riscos desnecessários aconselho-te a aceder à página principal deste conjunto: Como Aumentar o Pênis e através dela seguires os links para as secções mais especificas, que sejam do teu interesse, como esta sobre as cirurgias para aumentar o pênis.

Podes também acompanhar este assunto, e outros que abordamos, no nosso site principal: PLPinto.M. onde encontras uma síntese de todos os assuntos que abordamos e um resumo dos artigos mais relevantes.

Não ignores o problema. Criamos este conjunto de artigos com muita informação sobre a melhor forma de aumentar o pênis, os métodos que podes utilizar para aumentar o teu pênis (e também sobre os que não deves utilizar) com várias sugestões e produtos recomendados, que podes aceder ao clicar no banner ao fundo de cada um dos artigos.

Informa-te. Toma a tua decisão. Se o tamanho do teu pênis está a atormentar a tua vida, aumenta-o. Não sofras em silencio – aumentar o pênis é possível! Não é fácil, mas é possível e só depende de ti.

x

go

 
Artigos Relacionados